Simplificando suas Automações de Marketing

Simplificando suas Automações de Marketing

Automações de marketing permitem bastante flexibilização, sendo uma ferramenta poderosíssima no marketing digital. Sendo assim, mantê-las diretas e simples pode contribuir no alcance dos seus objetivos. Caso esteja procurando um parceiro para realizar este serviço, acesse nossa página de Automação de Marketing.

Atualmente no mercado você consegue encontrar ferramentas de automação de marketing com valores acessíveis e extremamente flexíveis, empoderando usuários de modo que consigam criar uma variação imensa de automações e customizações. Mas, com grande poder, vem grande responsabilidade; então se sentir um pouco confuso com como as coisas funcionam é compreensível. Aqui vão algumas de nossas sugestões para manter suas automações simples.

Comece de forma estratégia

Antes de construir automações e medir o sucesso das mesmas, sugerimos que dê alguns passos para trás e olhe para o quadro completo da situação.

Estabeleça quais objetivos você deseja com a automação. Os objetivos irão contribuir para que se tenha um foco. Como a automação é muito abrangente você poderá se perder facilmente entre tantos recursos. Lembre-se: comece simples. Ninguém começa a correr sem antes ter engatinhado e depois aprendido a andar.

Procure identificar a jornada de compra da sua persona. Bom, para aqueles que ainda não conhecem o termo, podemos definir persona como sendo uma personagem quase que real com características detalhadas que representam o perfil do seu cliente. Para conhecer mais detalhes sobre persona e saber como criá-la leia o artigo Como Criar uma Persona. Algumas ótimas perguntas a fazer para identificar a jornada de compra da persona:

  1. O que um contato novo precisa saber?
  2. Em qual canal ele geralmente procura o que precisa?
  3. O que encoraja a conversão de contatos novos?
  4. O que seus clientes querem após a conversão?
  5. Como você se mantém em contato da melhor forma com seus clientes?

Usando essas questões para se nortear, criam-se ideias de automações pequenas que podem interagir depois, além de ajudar a observar e mensurar a comunicação enviada e os objetivos atingidos. Esta aproximação também permite que você encontre mais facilmente um diagnóstico para qualquer problema em potencial.

Um guia sobre como começar uma automação de marketing pode ser encontrado AQUI, para acrescentar o seu conhecimento sobre o assunto.

Criando uma automação bem sucedida

Para criar uma ótima automação:

  1. Primeiro, monte a sua estratégia. O objetivo da sua marca é visibilidade? Educação? Nutrição de clientes,? Tenha a certeza que está criando pontos de contato com o cliente que funcionem bem com o plano maior.
  2. Seja claro com seus objetivos. O que você está mensurando? Você quer que sua lista de contatos cresça? Quer pessoas abrindo e-mails? Clicando em links? Conversão de cupons? Tenha a certeza de conseguir capturar as informações necessárias que conversem com seu objetivo.
  3. Comunique-se de forma clara e concisa. Mensagens com call to action em excesso podem confundir seus contatos.

Lembre-se de que você não precisa fazer tudo em uma única automação. Não há jeito “certo” ou “melhor” para cria-las; você só precisa manter seus objetivos em mente.

Dicas para construir ótimas automações

Enquanto pode não haver um jeito “melhor” de criar uma automação, nós temos consciência de tendências importantes. Automações claras e concisas usam objetivos e a função “se/outro” de formas realmente poderosas.

Objetivos

Objetivos simplificam sua habilidade de determinar se uma comunicação teve sucesso com seus contatos. Eles podem terminar uma automação, ou começar uma nova.

Vamos dizer que você queria dar boas-vindas a novas pessoas inscritas na sua página com um download grátis de um guia prestativo. Tendo em vista o objetivo, você pode mandar e-mails até que os contatos alcancem o objetivo, clicando no link de download.

Uma vez que o contato atinja o objetivo (download), eles irão pular para o passo final do objetivo e acabar a automação, dispensando o resto do processo. Isso permite que você construa campanhas, mas pare de contatar aqueles que já tomaram a ação desejada; enquanto, é claro, os mantém em listas de leads para um determinado segmento.

Agora, se você deseja que contatos que já baixaram o guia comecem uma automação diferente e nova, você pode dirigi-los ao fim da primeira automação, onde eles automaticamente começarão o processo da próxima existente.

Não se preocupe em saber onde você quer direcionar todos ao mesmo tempo. Você pode sempre começar uma automação tendo em vista apenas um objetivo.

Objetivos são uma ferramenta poderosa na plataforma, permitindo que direcione bem seus contatos nas suas automações. Considere usar objetivos para seus contatos, simplificando o processo!

Se/Outro

Declarações de se/outro ajudam a segmentar seus contatos em automações baseadas em ações que eles tomam. Elas têm um papel essencial em determinar em que parte da jornada de compra eles se encontram. Declarações de “se/outro” ajudam a construir estradas em direções diferentes, mandando pessoas para caminhos específicos.

Por exemplo, um contato completa um formulário e entra em uma automação. Se abrirem o e-mail, é enviado a eles um desconto três dias depois. Se não, é enviado outro e-mail para confirmar o interesse deles em receber comunicações vindas da empresa, para que você possa tentar outra vez; talvez com informação adicional em relação aos produtos.

Use “se/outro” para criar automações que estejam alinhadas com as ações dos seus contatos, os direcionando a caminhos personalizados e os influenciando com mais eficiência durante jornada de compra.

Isso também pode ajudar a filtrar pessoas em conjunto com objetivos. Você pode mandar seus contatos por caminhos específicos, mas tirá-los do caminho se completarem um objetivo. Por exemplo, se quiser continuar o contato com ele até a conversão, você pode construir campanhas de nutrição com base na estratégia de “se/outro”.

Então, incluir um objetivo que encerra a automação para quem ganha a etiqueta de Cliente. O exemplo de automação a seguir pode parecer complexo, mas é relativamente simples. Vamos ver como funciona:

Um contato entra na automação completando um formulário, e um e-mail de boas-vindas é enviado a ele. Se ele o abrir, começa em um caminho onde um desconto é oferecido. Se não converterem, perdem alguns pontos na conta de contato. Se abrirem todos os e-mails, eles ganham a etiqueta de prospect quente.

No outro caminho, não abriram o e-mail inicial, então eles receberão outro, possivelmente semelhante. Se o abrirem dessa vez, irão para outra ação, e seguirão o caminho que todos que abriram o primeiro e-mail tomaram. Se não for o caso, a automação é finalizada.

Se em qualquer ponto, um contato se tornar um cliente, nós não desejaremos continuar a mandar comunicação vinda desta automação. Um objetivo para Conversão de Novo Cliente irá terminar a automação para qualquer contato que ganhe a etiqueta de Cliente.

Essa automação utiliza as condições de “Se/Outro” para criar caminhos diferentes na jornada do seu contato, baseados nas ações dos mesmos, e tendo um objetivo que irá acabar com a jornada quando não for mais relevante.

Automações simples e flexíveis

Podemos ajudá-lo a criar automações flexíveis, baseadas nas condições do seu negócio, métricas desejadas, e nos objetivos da sua empresa. Construir automações práticas e de fácil entendimento é algo essencial e um diferencial para empresas de qualquer porte.

Trabalhe com profissionais especializados em automação de Marketing!

Artigo baseado no site ActiveCampaign. Artigo original: “Simplifying Automations”

Dicas para contratar uma agência de marketing digital

Dicas para contratar uma agência de marketing digital

Muitas pessoas têm dúvidas sobre ter um time interno ou contratar uma agência de marketing digital para cuidar das suas campanhas e do planejamento de marketing. Existe também aquelas que nem sequer investem em marketing digital.

Neste artigo vamos demonstrar por que é importante investir em marketing digital, o que faz uma agência de marketing, quais os seus principais serviços e como trabalha um freelancer. Por fim, explicaremos em detalhes quais fatores você deve considerar na hora de contratar uma agência.

Boa leitura!

Investimento em Marketing Digital deve ser um item obrigatório no seu orçamento

Primeiramente é fundamental deixar claro que investir em marketing digital não é um diferencial. É um item obrigatório, básico para toda e qualquer empresa. Se você não acredita nisso faça um teste agora. Acesse o Google e veja se os seus concorrentes estão online. Certamente você encontrará um ou dois concorrentes, seja com um site próprio ou uma página em uma rede social como Facebook, Instagram ou Youtube.

Os recursos investidos em Marketing Digital devem ser entendidos como tal e não como um custo, dinheiro jogado fora. Quando o trabalho é bem feito você conseguirá ter retorno dos recursos investidos em marketing. Você poderá atingir os objetivos estabelecidos, seja ele o aumento de visibilidade da marca, a geração de leads, o aumento das vendas etc.

Por que investir em Marketing Digital

Se você ainda não se convenceu sobre quão importante é para a sustentabilidade do seu negócio o investimento no Marketing Digital trazemos alguns motivos extras.

Se você já está convencido sobre a necessidade deste investimento, pode ir direto para o próximo tópico: O que Faz uma Agência de Marketing Digital.

Posicionamento

Você não quer que a sua marca seja percebida como uma marca ultrapassada, defasada, desconectada da realidade, correto?

Ao lembrar da sua marca seus clientes devem guardar uma impressão positiva quanto a ser acessível, engajada, moderna, flexível, ágil e, principalmente, oferecer uma boa experiência ao consumidor. Você dificilmente conseguirá oferecer tudo isso estando off-line.

De acordo com pesquisa da Social Miner 75,7% dos respondentes pesquisam valores e ofertas pela internet antes de realizar uma compra. Em pesquisa realizada pela Hootsuite com a We are Social, o brasileiro fica em média 9 horas e 29 minutos na internet, por dia. Somos o 2º país do mundo que passa mais tempo conectado à internet. Veja que os seus clientes estão cada vez mais online. Para lhes oferecer uma experiência de consumo no mínimo aceitável, é cada vez mais necessário estar online.

Ou seja, se você ainda não investe em marketing digital está na hora de rever os seus conceitos e começar a investir.

Falta de planejamento

Quantas vezes você já conseguiu colocar em prática uma campanha estruturada para datas de grande movimento como Dia das Mães, Black Friday ou Natal? Ou se você trabalha com prestação de serviços já deve ter tido a ideia de uma nova ação, já com uma campanha no ar, certo? Isso é mais comum do que você imagina.

Graças a falta de planejamento muitos clientes perdem grandes oportunidades. Campanhas e ações em datas comemorativas, por exemplo, podem e devem ser planejadas com antecedência. Afinal de contas, elas ocorrem todo ano, as datas já são previstas, você já conhece o seu público. Quanto melhor o seu planejamento, maiores as chances de sucesso das suas campanhas de marketing.

Além disso, saiba que a continuidade do trabalho no ambiente digital é fator extremamente importante para o sucesso. Principalmente se você não quer ter que investir sempre em anúncios pagos. Um trabalho bem planejado, com foco em resultados de médio e longo prazo pode gerar um melhor retorno sobre o valor investido.

Falta de tempo

Quantas horas do seu dia você está disposto a investir em Marketing Digital? Começando pelo planejamento das ações, pesquisando palavras-chave, analisando os concorrentes, utilizando ferramentas de mensuração, analisando métricas etc. Após fundamentar todo o planejamento será preciso partir para ação.

Desenvolver as campanhas, pensar na geração dos conteúdos, criar os conteúdos, publica-los em diferentes mídias. Após a execução de todo o trabalho é hora de monitorar os resultados obtidos. Vamos checar as métricas e avaliar se os números pretendidos foram alcançados. Por fim, será preciso fazer ajustes e melhorias nas campanhas, caso os números não sejam satisfatórios. É praticamente um trabalho permanente.

Você está pronto para fazer tudo isso? Ou melhor, você tem horas do seu dia disponíveis para fazer todo este trabalho?

Falta de foco

Enquanto você está envolvido em ações de marketing quem está gerindo o seu negócio? Quem está acompanhando o nível de qualidade do produto ou serviço, se os resultados das vendas estão evoluindo e checando o nível de satisfação dos clientes? Ou seja, se você não conseguir focar na gestão da sua empresa, quem irá cuidar desta parte vital?

Veja que é fundamental delegar a gestão do marketing. Desta forma, você irá manter o foco na atividade fim da empresa e a agência de marketing irá garantir o foco nas ações de marketing.

Maior competitividade da Marca

Há uma competição crescente no mercado, onde várias empresas lutam para conseguir clientes e ter um nome cada vez mais conhecido. E não são poucas empresas. Sua marca precisa ser vista em meio a um mar de várias outras.

E quem vai monitorar essa competição? Quem vai ver o que está em alta, o que funciona e não funciona nas ações de marketing? É preciso se manter a par todo dia para ter uma chance de se destacar.

Fazer isso em seu lugar é uma das tarefas de uma agência de marketing digital. Além de monitorar métricas importantes e o desempenho de cada ação dentro do planejamento, ela também ficará de olho na concorrência, implementando ações relevantes de acordo com ela.

A agência irá criar a vantagem competitiva através de dados sólidos, muitas vezes com softwares especializados. É algo que você não conseguirá sozinho, ou apenas vendo os sites e redes sociais da sua competição. Pense nisso!

O Que Faz uma Agência de Marketing Digital

Saber o que faz uma agência de marketing digital é extremamente importante para que você cobre pelos serviços contratados. Pois assim não há expectativas a mais ou a menos com relação ao contrato com uma agência. Mas não se preocupe se você ainda não sabe. Vamos explicar brevemente para você entender.

Uma agência de marketing digital é uma prestadora de serviços B2B (business to business, ou seja, de empresa para empresa). Os serviços são desempenhados para que a empresa contratante tenha êxito no ambiente digital. Este êxito se dá de diferentes formas, dependendo do seu objetivo de negócio.

Um destes objetivos é a presença digital para que a sua empresa seja encontrada pelo seu público online. Outro alvo pode ser a divulgação de uma campanha digital. Algumas empresas também focam suas ações em vendas diretas. Há ainda outras que querem mais relacionamento e interação.

Em todos os casos, são objetivos de marketing que devem ser desempenhados de forma estratégica. A empresa tem inicialmente uma reunião com a agência. São as reuniões de briefing, onde essa busca entender detalhes sobre o produto ou serviço, suas necessidades, características do mercado em que atua, perfil do consumidor, objetivos da empresa com o serviço contratado etc. Então, a agência terá dados para desenhar uma estratégia para alcançar o objetivo pretendido.

A Importância do Briefing

É comum, devido a ansiedade por resultados imediatos, encontrar empresas que desejam encurtar ao máximo as reuniões de briefing procurando já passar a bola para a agência de marketing “começar os trabalhos”. Porém, as reuniões iniciais são fundamentais para o atingimento do resultado esperado. É preciso ter um exato entendimento das necessidades do contratante, do cenário atual, do perfil dos clientes de nossos clientes, uma estimativa de resultados a serem alcançados e em quanto tempo, entre outros fatores.

Veja que muita coisa precisa ser alinhada nas reuniões iniciais para que a agência de marketing consiga atingir os resultados pretendidos pela empresa contratante

Principais Serviços

Cada ação tomada pela agência deve estar em sintonia com os objetivos de marketing geral da empresa. Para contextualizar os objetivos, listamos abaixo algumas áreas de atuação das agências:

Um serviço importante e muito procurado: afinal, um site é como uma empresa se apresenta para o mundo. Ao contrário das redes sociais, todas as informações ficam sempre à mão, gerando interesse e uma imagem de confiança na marca. Se for bem feito, é claro.

É o local onde você decidirá como quer apresentar seus produtos e serviços, onde pode divulgar e eternizar a satisfação de seus clientes, e onde pode mostrar trabalhos realizados, além de acrescentar diversas formas pelas quais podem te contatar.

Por ser algo tão importante e que pode ser personalizado totalmente de acordo com suas necessidades, o recomendado é contratar profissionais de confiança para fazê-lo: um trabalho que agências de marketing prontamente oferecem.

E se você pudesse economizar tempo e focar em mais ações produtivas para sua empresa? A Automação de Marketing vem respondendo a esse problema, automatizando serviços para que se possa ganhar escala no negócio.

Com automações em massa, possíveis através de certos softwares, é possível personalizar cada mensagem para cada cliente em um momento específico do funil de vendas.

Com automação, é possível segmentar sua base de contatos, atualizar campos personalizados, enviar campanhas de acordo com o interesse dos contatos, e alimentar a planilha do time de vendas. O custo-benefício vêm de resultados concretos e diretos. Deixar isso na mão de uma agência enquanto você foca na sua empresa não parece uma má ideia, parece?

  • Gestão de mídias sociais

A última febre do momento vem de mídias sociais. Para uma empresa ser vista, ela tem a impressão de que precisa estar lá; às vezes, não correta, pois pode ser encontrada pelo Google e necessitar de outro serviço. Contudo, precisando ou não, é o meio de interação mais direto com os clientes; é onde muitas empresas tem investido pesadamente, com posts, anúncios e engajamento.

O problema é esse: para ser visto, é preciso estar lá constantemente. Ser o dono de uma empresa e ter uma equipe pequena normalmente não permite uma quantidade ideal de posts por semana, stories, e respostas aos clientes. Muito menos a busca por otimização das estratégias dessas mídias, indo de hashtags a quanto investir em anúncios.

Uma empresa de marketing cuidará de todos esses tópicos, discutindo a estratégia com você e buscando somente sua aprovação antes de realizar as ações.

Existem duas formas de ser encontrado pelo Google. A primeira, são anúncios. A segunda, é organicamente, não pagando nada para a plataforma. Como? Isso se atinge através de técnicas especializadas.

Alguns exemplos são conteúdo relevante e otimizado em sites, indo de links e imagens com os nomes corretos, a palavras-chave sendo usadas em locais importantes. Um blog de conteúdo também se torna essencial para ser bem ranqueado no Google. Então vem o pensamento: como arranjar tempo para fazer isso?

Em todos esses aspectos, uma agência de marketing digital poderá te prover esse serviço, se tornando responsável pelo ranqueamento orgânico do seu site.

Se não há tempo para gastar em SEO, que é um processo longo e demorado, há a possibilidade de anunciar no Google e em diversos sites. Também há empresas de serviços que dependem de anúncios, e o telefone só toca se o site aparecer através da pesquisa do Google para outros.

Por um preço, você pode estipular o quanto o anúncio atingirá as pessoas e sua segmentação. Certas palavras-chave custam mais caro, e apesar de não haver um valor certo ou mínimo para investir, é algo que empresas gastam um dinheiro considerável para estarem sempre nos olhos do público.

Isso exige cuidado e precisão para saber onde seu dinheiro vai, e quais serão os benefícios de gastar x quantia por x tempo em x palavras. Para isso, é preciso de profissionais capacitados que entendem do que fazem.

Quais Fatores Considerar ao Contratar uma Agência de Marketing Digital

    1. Atendimento ao Cliente
    2. Avalie o seu Orçamento
    3. Experiência dos Profissionais
    4. Estrutura da Agência
    5. Portfólio
    6. Especialidade em Determinado Nicho
    7. Cases de Sucesso
    8. Compromisso
    9. Estabeleça um Contrato de Prestação de Serviço

Para aumentar as chances de sucesso na hora de contratar uma agência de marketing digital considere alguns fatores importantes. Tomando este cuidado você estará mais preparado para identificar uma agência de qualidade. Ou seja, aquela que reúne as melhores características para o que você procura.

Atendimento ao Cliente

Identifique desde o início do relacionamento se o atendimento é pontual, se há demora em retornar uma comunicação. Veja também se as demandas solicitadas são atendidas dentro do tempo e com a qualidade esperada. Tudo isso pode ser feito nas primeiras conversas, ainda na fase de negociação. Se na fase de negociação o atendimento já não for o esperado a tendência é que ao fechar o contrato as coisas não se tornem melhores.

Além disso, avalie com a agência qual o tipo de atendimento que será oferecido durante a prestação do serviço e com qual frequência. Devido ao dinamismo do mercado, é fundamental que a sua agência acompanhe de perto os resultados alcançados e reporte periodicamente quais as ações estão sendo desenvolvidas e quais os resultados obtidos.

Por fim, é muito importante que a agência de marketing esteja aberta para dar e receber feedback constante do seu cliente. Quanto maior a troca, em um espaço de tempo adequado, maior a capacidade de adequar as ações às necessidades daquele que contrata o serviço de uma agência.

Avalie o seu Orçamento

Quanto você está disposto e pode investir para contratar uma agência de marketing? Tenha uma noção exata do quanto há de espaço no seu orçamento para pagar pelos serviços prestados.

Lembre-se que o investimento será de médio ou longo prazo. O marketing não trará resultado no dia seguinte. Portanto, tenha um orçamento bem definido, que seja o suficiente para manter a continuidade do trabalho contratado.

Certamente você está preocupado com o preço, é claro. Mas é importante que você também avalie o valor do marketing para a sua empresa. Se você entende que o marketing irá gerar maior visibilidade, maior potencial de prospecção, mais chances de vendas, maiores taxas de retenção de cliente etc.

Lembre-se de que uma estratégia bem elaborada converte e fideliza clientes, gera maior retorno sobre investimento (ROI) e aumenta a competitividade da marca no mercado.

Com isso em mente, dê prioridade aquelas agências que farão o melhor uso da verba investida em marketing.

Experiência dos Profissionais

Pesquise e pergunte pela experiência dos profissionais que atuam na agência. Hoje em dia há muitas pessoas se dizendo especialistas em vários assuntos. Também na fase de negociação você pode ir direto ao ponto questionando quão experientes são os profissionais.

Lidar com profissionais experientes poderá te livrar de muitas dores de cabeça ao longo da parceria.

Estrutura da Agência

Saber que a agência está baseada em um espaço físico com profissionais atuando neste escritório (ainda que o mesmo seja compartilhado) é um ponto a favor para a sua análise, afinal de contas é uma demonstração de que do outro lado há uma empresa que você pode encontrar quando necessitar. Não é garantia de que todos os riscos estão sanados, mas é um conforto de que é possível encontrar os profissionais em um determinado endereço.

Portfólio

Quando você quer saber mais sobre a experiência e qualidade do trabalho dos profissionais envolvidos, é uma opção pedir um portfólio da agência. E o que é isso? Seriam alguns trabalhos já realizados por eles, dando prova de que são capazes de cumprir com as tarefas que prometeram dentro de uma qualidade esperada. Na verdade, é uma das primeiras coisas que agências de confiança fazem questão de mostrar, para exibir seus trabalhos.

Afinal, assim, aumentam a chance de captarem o cliente. Se não houver portfólio, desconfie da qualidade do serviço dessa agência: ele é uma garantia de que conseguirão entregar o que você deseja.

Suponhamos que uma empresa irá contratar um designer. Exigirão ver o portfólio, além do currículo, antes de qualquer entrevista, para saber se a pessoa de fato tem experiência e irá agregar a quem o contrata da melhor maneira possível. Com uma agência e um possível cliente, não é diferente.

Cases de Sucesso

Uma grande maneira da agência mostrar a qualidade do seu serviço é através de cases de sucesso. Ou seja: resultados obtidos a partir de determinado cliente, atingidos com produtos e serviços da agência.

Quando ela mostra que tirou o cliente de uma situação que precisava de melhoria e aumentou o número de vendas através de uma estratégia criada por ela, a agência demonstra sua capacidade em entregar resultados tangíveis. Ela explicará como foi o processo e o que teve que fazer, lhe dando mais noção do caminho que poderá traçar com você.

Especialidade em Nichos de Mercado

Identifique se a agência procurada tem alguma especialidade, ou seja: um número grande e experiência com clientes de um único segmento. Ela pode até mesmo ser especializada em um segmento específico.

Talvez não seja viável dependendo do seu segmento e da sua localização, mas uma agência que trabalha especificamente há anos com o que você quer gera muito mais confiança para o seu projeto, do que uma agência que trabalha para várias empresas dos mais diversos assuntos. Por exemplo, uma agência que tem várias contas de concessionárias de carro seria ideal para um empreendedor que procura melhorar sua estratégia de marketing nesse segmento.

Compromisso

Quando você fecha negócio com uma agência, ela irá trabalhar muito para retribuir a confiança. Pois uma agência é uma empresa com gastos físicos, funcionários e muitas contas a pagar. Assim, ela precisa satisfazer o cliente para continuar em progresso. A sua sustentabilidade está diretamente relacionada com a sua reputação no mercado.

Aliás, o progresso costuma estar no escopo de marketing de uma agência. Com visões bem estruturadas, como qualquer empresa, uma agência de marketing tem em si o marketing enraizado. Assim, o progresso e desenvolvimento profissional dos seus projetos costumam ser prioridades. O compromisso com o resultado está no centro das atenções.

Portanto, um benefício claro das agências é com a qualidade e com os resultados do cliente.

Estabeleça um Contrato de Prestação de Serviço

A urgência por resultados imediatos muitas vezes te cega em relação aos riscos envolvidos nos negócios. Quer uma prova disso? Você já ouviu casos de pessoas que contrataram um determinado serviço e o contratante não entregou o trabalho esperado? Há ainda casos mais graves, de contratantes que simplesmente sumiram, deixando o serviço inacabado.

Antes de fechar negócio peça uma minuta do contrato de prestação de serviço. Se a Agência enrolar, questionar sobre a necessidade do contrato ou demonstrar qualquer sinal de resistência ou desconforto sobre este assunto desconfie.

Desconfie também se você perceber que recebeu um documento muito genérico, ou que tem toda a cara de ter sido uma cópia retirada da internet.

Assinar um contrato com o contratante é mais um fator de mitigação de risco. Ou seja, não irá eliminar por completo o risco envolvido na relação de prestação de serviço, mas servirá como uma ferramenta para você buscar os seus direitos, em uma eventualidade.

Além disso, ao estabelecer um vínculo contratual a agência estará reforçando o seu compromisso com o cliente.

Contratar um Freelancer ou uma Agência de Marketing?

Decidir entre contratar freelancer ou agência é um passo importante para a empresa ter serviços profissionais de marketing digital. Pois sabe-se que ambos têm a capacidade desta realização. Mas a forma de atuação é bem diferente.

Uma das diferenças é em relação aos serviços oferecidos. Freelancers de marketing digital geralmente são especialistas em uma determinada área. Eventualmente, até oferecem serviços relacionados para complementação do trabalho. Mas sem ser sua real área de atuação e especialidade, pode não ser desenvolvido da melhor maneira, o que pode acabar comprometendo o resultado final do serviço oferecido.

Já agências de marketing digital têm ao seu dispor uma equipe com profissionais especializados nos mais diversos segmentos de serviços. A empresa pode, assim, oferecer soluções para diferentes áreas do marketing. A agência poderá acionar um designer, um jornalista, um especialista em SEO, dependendo da necessidade levantada.

Quanto à garantia do trabalho contratado, as agências destacam no quesito responsabilidade. Existem muitos freelancers pontuais e responsáveis também. Mas as agências zelam com mais afinco pelo bom nome da empresa e pela manutenção da sua unidade física. Adicionalmente, por contar com uma equipe de profissionais a agência tem capacidade de assumir maiores responsabilidades, se comparado aos freelancers.

O atendimento também costuma ser fator de diferenciação. Observa-se muito que os freelancers trabalham sozinhos. E, assim, precisam se desdobrar para cobrir diferentes áreas de uma agência. Enquanto essa tem um profissional de atendimento disponível para tirar as dúvidas dos clientes.

É uma grande vantagem para se você quiser futuramente trocar de agência ou cuidar do marketing digital sozinho. E por falar nisso, se atualmente você cuida do marketing por conta própria, temos algo a dizer sobre isso no próximo tópico.

Hora de Fechar Negócio

Agora que você já sabe porque é importante investir em marketing, o que faz uma agência de marketing digital e tem clareza sobre as diferenças entre o trabalho de uma agência e de um freelancer, já pode fazer sua contratação.

Esperamos que a faça com responsabilidade e colocando sua empresa sempre em primeiro lugar. Pois o seu negócio merece a estratégia mais adequada e o melhor resultado.

Conheça os nossos serviços e saiba o que temos a oferecer!

Com a automação de processos as empresas podem ter economia de escala

Com a automação de processos as empresas podem ter economia de escala

Ao implementar a automação de processos, fazendo com que colaboradores e tecnologias trabalhem de forma integrada, sua empresa poderá ampliar a capacidade produtiva.

Organizar, Automatizar e Escalar. Guarde bem essas três palavras que podem levar a sua empresa a um novo patamar.

Durante muitos anos grandes empresas investiram pesado em novas tecnologias. Novos softwares que conseguem aumentar a produtividade dos funcionários. Com o avanço das inovações a oferta de softwares acabou se ampliando, o que ajudou a tornar mais acessível, principalmente do ponto de vista financeiro, a aquisição destas tecnologias. Porém, ainda há muitas empresas que estão defasadas em relação ao uso de softwares que permitam ter um maior ganho de escala.

Sendo assim decidimos compartilhar algumas dicas para que estas empresas recuperem o tempo perdido! Comece pela organização da casa.

Comece organizando (ou reorganizando) a sua empresa.

Todo empresário deseja conseguir escalar o seu negócio da melhor forma possível. Em outras palavras, pegando emprestado a definição do wikipedia: “organizar o processo produtivo de maneira que se alcance a máxima utilização dos fatores produtivos envolvidos no processo, procurando como resultado baixos custos de produção e o incremento de bens e serviços. Ou seja, o empresário procura tirar o máximo do seu fator produtivo, controlando os custos e visando ampliar cada vez mais a entrega de produtos/serviços.

Porém, quando falamos de “fator produtivo” estamos falando de pessoas, entre outras coisas. E as pessoas tem o seu limite de produção, tal qual acordado nos contratos de trabalho. Sabendo destas condições, podemos focar os esforços para a organização institucional e de seus processos. Os processos estão todos bem definidos? Há processos desnecessários? Há processos que podem ser feitos de forma mais automática, sem demandar horas de trabalho dos colaboradores? Veja que, possivelmente, a sua instituição tem espaço para melhorias. Vale destacar que você só irá encontrar as melhorias necessárias ao dedicar um tempo para organizar a casa. Revisitar processos, analisar possíveis falhas nos processos, checar controles.

Faça uma reflexão: Você concorda que hoje em dia nós consumimos filmes e séries de uma maneira diferente da forma como consumíamos nos anos 2000? No passado saíamos de casa para buscar filmes na locadora, agora é tudo via Netflix. Antes de 2010, ano em que o app do Uber foi lançado, nós ligávamos para o Taxi e aguardávamos alguns minutos pela sua chegada. Agora o serviço é prestado basicamente por aplicativo e as opções são inúmeras. E a sua empresa, o que apresentou de mudança durante este tempo? Os processos na sua empresa continuam sendo feitos da mesma forma há anos? Talvez esteja na hora de reorganizar a casa, você não acha?

Tendo concluído a organização é hora de partir para a Automação. É hora da automação de processos.

Para começar é importante que você entenda o significado do termo “Automação de Marketing”. De forma resumida podemos dizer que Automação de Marketing é o uso de softwares avançados para fazer com que processos de marketing sejam feitos de forma automatizadas buscando um ganho de escala. Caso você queira aprofundar o entendimento no assunto veja o artigo O que é Automação de Marketing, onde entramos nos detalhes sobre o termo, citamos diferentes benefícios da automação e ainda demonstramos exemplos práticos. Entendendo corretamente o significado do termo você irá entender perfeitamente a importância de automatizar processos.

Tendo feito corretamente o dever de casa, ou seja, tendo revisitado os seus processos separe aqueles mais repetitivos. Muito provavelmente você irá identificar que alguns processos se repetem e que portanto, poderiam deixar de ser feitos manualmente para serem executados de forma automática. Neste momento vale um destaque crucial para esta etapa. Para que não haja qualquer dúvida do leitor vale frisar que para automatizar processos relacionados será preciso contar com softwares com esta finalidade. Hoje no mercado há muitos softwares de automação de marketing que irão possibilitar a automação.

Ao tornar automático processos que antes demandavam a intervenção humana, você irá liberar tempo para que o seu time de Marketing e Vendas faça um trabalho mais analítico por exemplo. O time de vendas pode focar esforços nos contatos mais qualificados. O time de marketing poderá investir tempo em analisar relatórios para identificar quais ações estão dando maior retorno. Isso será possível a partir da “terceirização” de tarefas que podem ser feitas por um software. Um exemplo clássico: O famoso auto-responder. Quando um prospect envia um formulário através do seu site você pode programar uma resposta automática via email, de agradecimento pelo contato. E se quiser ir além, você pode elaborar uma cadência de e-mails para interagir com este prospect. Esta cadência pode variar dependendo do tipo de receptividade por parte do prospect.

Atenção: Veja que, se implementada de forma estratégica, a automação de processos não irá implicar necessariamente em demissões em massa. O que se propõe é que o trabalho humano seja melhor aproveitado, uma vez que atividades rotineiras e repetitivas podem ser melhor desempenhadas por softwares, com menor risco e menos custo. Os colaboradores devem ser incentivados a aplicar seus conhecimentos e habilidades para atividades que geram valor para a empresa e que não são passíveis de terceirização. Como exemplo podemos citar o foco na inovação e criatividade, tendo como base os dados gerados pelos softwares, como consequência da automação de processos. Além disso, é importante destacar que processos que demandam intensa interação com o público, uma maior sensibilidade ou uma necessidade de lidar constantemente com o imprevisto tendem a continuar demandando o trabalho humano.

Agora é hora de ganhar escala.

Você já parou para analisar quanto tempo o seu time de vendas perde enviando e-mails que são padrão? Além disso, você já notou que o gatilho para que este e-mail seja enviado é o mesmo? Logo, na etapa anterior você transformou este processo manual em um processo automático, certo? Ótimo! Então agora é hora de ganhar escala. O seu time de marketing e vendas podem ampliar ainda mais a sinergia. Ou começar a ter sinergia! (espero que você não esteja neste estágio!). É a famosa soma onde 1+1 é maior do que 2.

Agora vários processos que eram feitos manualmente, um por um, estão sendo feitos pelos softwares. Além de liberar tempo para os seus funcionários as chances de erro operacional diminuem, pois os e-mails já estão pré-configurados, as etapas já foram parametrizadas, as regras também já foram criadas. Lembre-se: tudo isso só será possível com a ajuda de um software de automação. De tempos em tempos você precisará garantir que melhorias e possíveis ajustes sejam feitos nas regras de automação.

Dica Importante: Para ganhar escala os times de marketing e vendas podem buscar maior interação nas suas atividades. Para auxiliar a compreensão vamos a um caso prático: Com o uso de funcionalidades dos softwares de automação de marketing as ações do time de marketing podem gerar o input de um prospect na planilha de vendas, gerando uma demanda para o time de vendas. Se ao criar a ação os dois times foram envolvidos e trabalharam de forma eficiente, o time de vendas poderá receber um prospect com dados importantes para o momento da negociação. A campanha implementada pelo time de marketing poderá contemplar formulários com diferentes níveis de informação. A medida que o prospect avançar no processo de compra (ou jornada de compra, termo que falaremos com mais detalhes em breve) outras informações podem ser demandas com o intuito de fazer com que o time de vendas receba um contato qualificado e mais próximo de um fechamento.

Conclusão

É preciso acompanhar um mercado cada vez mais tecnológico, em franca expansão. E para ser competitivo será preciso organizar sua empresa, para implementar a automação de processos e, por fim, conseguir escalar seus negócios.

Hoje no Brasil algumas empresas já estão explorando a automação e apresentando um ganho de escala significante. Veja abaixo matéria veiculada no Jornal Nacional de 17/05/2019 que enfatiza o cenário da automação no mercado de trabalho brasileiro. A matéria ilustra de forma muito clara os benefícios da automação e como ela tem sido percebida por empregados e empregadores.

Esteja na dianteira! Não deixe que o seu concorrente tome a sua frente e consiga ampliar a sua capacidade de entrega com menos custos. Isso poderá gerar um diferencial para ele difícil de ser superado. Faça você primeiro. Organize, Automatize e Escale o seu negócio, o quanto antes!

O que significa Lead Scoring

O que significa Lead Scoring

Primeiramente, para aqueles que ainda não conhecem vamos explicar o significado da palavra Lead. Lead significa pessoas ou empresas que demonstraram interesse em um determinado produto ou serviço. Isso dentro do contexto do Marketing Digital.

Importância do Lead Scoring

A medida que você amplia a sua base de contatos como você faz para saber se os contatos interagem com as suas campanhas? Como saber os assuntos de interesse destas pessoas? É possível identificar eventuais desejos ou necessidades entre estas pessoas?

O Lead Scoring poderá contribuir nestas e outras questões. Desde que ele seja bem implementado e, mais importante, que seja mantido como um processo contínuo. Utilizando um bom software de Automação de Marketing e, principalmente, adotando técnicas e processos corretos você conseguirá explorar ao máximo o potencial do lead score.

Perceba na prática a importância do Lead Score com os exemplos abaixo:

Diminuição de Custos

Focando as suas abordagens comerciais nos clientes com maior valor no Lead Scoring você estará otimizando os seus esforços na direção daqueles contatos que tem um maior potencial de fechamento. Com isso você tende a ter uma redução do tempo gasto a cada venda.

Ganho de Escala

É o objetivo de 10 em cada 10 empresários. Ou seja, conseguir entregar mais resultados sem ter que aumentar a estrutura. Uma vez que você identifica os contatos mais valiosos você poderá implementar ações automatizadas para fazer com que estes contatos avancem durante o seu processo de compra. Além de concentrar esforços nos casos onde há maior probabilidade de vendas, você poderá seguir com o processo de vendas sem demandar horas e horas de trabalho de toda a equipe de vendas.

Aumento da Eficácia de suas Estratégias

Além de identificar os contatos mais valiosos, através do Lead Scoring também será possível descobrir algumas ações executadas pelas pessoas. Suponha que ao elaborar o seu Lead Scoring você estabeleceu que os contatos que responderem a uma determinada campanha de email receberão 100 pontos. Ao acompanhar o seu Lead Scoring você detecta que alguns contatos deram um salto para as primeiras colocações do ranking. Daí você detecta que um contato respondeu ao email demonstrando interesse em saber mais sobre o seu serviço. Perceba que, entre os milhares de contatos da sua base, este avançou no processo. Este será o momento em que o seu time de vendas deverá partir para uma ação mais incisiva rumo ao fechamento.

O que é Lead Scoring

Objetivamente podemos definir Lead Scoring como sendo um ranking dos seus leads. Trata-se de um modelo de pontuação que irá demonstrar à equipe de Vendas e Marketing quais contatos são mais valiosos baseando-se nos critérios estabelecidos em sua Automação de Marketing.

Imagina que você tenha uma base de contatos (clientes ativos, clientes inativos, prospects, parceiros etc) superior a 10 mil nomes. Seria humanamente impossível manter uma ordem dos contatos por perfis de interesse, certo?

Ao manter um ranking dos contatos você conseguirá identificar rapidamente, entre os mais de 10 mil nomes, aqueles que demonstraram mais interesse por um determinado tema nos últimos dois meses, por exemplo. Você pode estabelecer critérios de pontuação (e perda de pontos também) que te ajudarão a identificar os leads mais valiosos. Veja alguns exemplos de critérios para pontuação:

  • Abertura de emails;
  • Clicar no link do email (demonstra interesse em seguir no processo ou saber mais sobre um dado assunto);
  • Acessar um determinado site;
  • Preencher um formulário específico;
  • Responder ao email.

Qual a Relação entre Lead Scoring e Automação de Marketing

A Automação de Marketing, suportada pelo software que possibilita a automação, é o processo que permite a implementação e gestão do Lead Scoring. Sem um processo de automação o modelo de pontuação se torna impraticável dado a quantidade de variáveis que o modelo contempla. Em outras palavras, seria possível ter um “Lead Scoring” sem a automação? Eu diria que sim, você poderia ter uma planilha de excel por exemplo com um ranking dos seus contatos. Isso para quem curte trabalhar com planilhas em excel. Mas isso seria muito pouco. Não geraria um nível de informações substanciais que justificasse todo o trabalho para a manutenção dos dados nas planilhas.

Com a automação de marketing você consegue agregar volume e agilidade na análise dos dados. Ou seja, você terá um grande volume de dados sendo processados rapidamente. Informações estratégicas poderão ser detectadas, como resultado do cruzamento e processamento dos dados disponíveis. Além disso, o seu time irá agregar maior agilidade na execução dos processos de vendas e marketing. Estes processos deverão estar vinculados ao ranking. Desta forma, as ações desempenhadas pelos seus contatos estarão sendo monitoradas. Assim, novas oportunidades de vendas poderão ser capturadas rapidamente. Entre outras palavras, contatos que despontam e atingem um lead score alto precisam ter um tratamento diferenciado, com foco em venda.

Conclusão

Em suma, ao associar ações de Marketing com o Leading Score o seu time de vendas terá uma excelente base para agir, priorizando aqueles que estão melhores rankeados. Isso implica um importante ganho de escala, pois o time de vendas terá uma base mais qualificada, sem ter que contatar um por um. Como consequência, o time de vendas terá mais tempo para dedicar aos contatos mais qualificados. Além de diminuição de custos e maior eficácia nas ações de marketing e vendas.

Site para prospecção de clientes

Site para prospecção de clientes

De que adianta ter um site bonito, se ele não gera contatos? Ao colocar o seu site no ar você pensa nele como um meio para auxiliar na prospecção de clientes?

Comece pela prospecção de clientes.

Sim, você precisa ter um site que te auxilie na prospecção de clientes. É importante ter um layout bonito e moderno. É fundamental ser responsivo etc. Mas tudo isso poderá ser em vão se você não aproveitar o potencial que um site na internet tem para prospectar clientes. Muitas pessoas acessam a internet em busca de alternativas para uma dor, um problema. Na imensa maioria dos casos a busca de soluções começa pelo Google.

Digamos que uma pessoa tem uma empresa que oferece cursos, mas não tem fechado muitas turmas ultimamente. Diante deste problema ela busca por meios de divulgação dos cursos. Ao consultar no Google ela irá encontrar muitas referências. Ao navegar pelos resultados da busca ela acessa diferentes sites e se depara com inúmeras opções de agências de marketing digital. Em alguns casos ela encontra sites que são apenas bonitos. Em outros ela encontra uma lista de clientes formada por grandes empresas, mas nada muito relevante. Porém, no último link visitado ela encontra artigos, vídeos, tutoriais que relatam casos práticos, onde ela se identifica. Ela vê ali diferentes alternativas que podem auxiliar na resolução de seus problemas.

No exemplo citado a pessoa em questão se identificou com o último link visitado. Por este motivo são grandes as chances da pessoa fechar com a agência visitada por último, não é mesmo? Perceba com este exemplo, que a última agência soube usar o espaço para expor todo o seu conhecimento sobre um determinado segmento e com isso conseguiu converter uma visita inicial em um contato interessado.

Utilize o seu site para expor todo o seu conhecimento, trabalhos realizados, números, informações e, principalmente, disponibilize um meio para capturar um contato. Seu cliente em potencial pode visualizar na sua empresa uma parceira para a resolução de alguma dor ou problema. Com o contato deste cliente em potencial você estará em condições de iniciar uma “conversa” com base em uma sequência de emails, objetivando efetuar uma nova venda.

Diferença de Prospect e Lead.

Você sabe diferenciar um prospect de um lead? O prospect é um contato, um cliente em potencial. Um lead é aquele contato que demonstrou interesse pelo seu produto ou serviço.

Quando um visitante chega ao seu site o consideramos como um prospect. Ele está ali, lendo as informações que você disponibilizou por ter interesse no assunto que você descreve. A partir do momento em que ele preenche um formulário compartilhando dados adicionais ele se aproxima da figura do lead. Ou seja, neste momento ele sinaliza que está disposto a dividir dados extras em troca de um material rico (e-book, template, podcast, webinar etc).

Nesse instante você estará dando um passo importante em sua estratégia comercial. Pois ele demonstrou estar um passo a frente rumo a intenção de compra do seu serviço. É o momento em que você precisará dar maior importância a este contato.

Crie estratégias para identificar leads entre os prospects.

Tendo visitas você irá conseguir atrair prospects. Conforme dito anteriormente, estes são passos importantes para a geração de leads. Porém, você precisa criar estratégias para identificar entre os prospects aqueles que realmente têm interesse pelo produto ou serviço que você oferece. Um formulário de contato no seu site é uma porta de entrada para os leads.

Creio que um dos mais famosos são os formulários para receber notícias periódicas sobre determinado tema. São as famosas newsletters. Você insere apenas nome e email e pronto! Em breve você passará a receber no seu email notícias, informações e novidades. Porém, existem outras estratégias. Você pode lançar mão de e-books, podcasts, webinar etc. Para conseguir ter acesso a um destes “ativos online” será preciso deixar seu nome, email e mais algumas informações importantes de interesse do proprietário do site. Ou seja, aqueles que preencherem o formulário irão automaticamente cair numa lista de Leads.

Essa lista será submetida a uma sequência de emails onde será possível identificar os que tiveram maior ou menor engajamento com o material disponibilizado (quem abriu os emails, quem clicou nos links etc). Isso permitirá que se priorize aqueles leads mais prováveis para fechamento.

Em resumo, podemos concluir que mais do que um bom design o seu site precisa ter uma estratégia muito bem definida para ser útil como mais um canal para a prospecção de clientes. Veja com mais detalhes a importância do planejamento de marketing digital.