Automações de marketing permitem bastante flexibilização, sendo uma ferramenta poderosíssima no marketing digital. Sendo assim, mantê-las diretas e simples pode contribuir no alcance dos seus objetivos. Caso esteja procurando um parceiro para realizar este serviço, acesse nossa página de Automação de Marketing.

Atualmente no mercado você consegue encontrar ferramentas de automação de marketing com valores acessíveis e extremamente flexíveis, empoderando usuários de modo que consigam criar uma variação imensa de automações e customizações. Mas, com grande poder, vem grande responsabilidade; então se sentir um pouco confuso com como as coisas funcionam é compreensível. Aqui vão algumas de nossas sugestões para manter suas automações simples.

Comece de forma estratégia

Antes de construir automações e medir o sucesso das mesmas, sugerimos que dê alguns passos para trás e olhe para o quadro completo da situação.

Estabeleça quais objetivos você deseja com a automação. Os objetivos irão contribuir para que se tenha um foco. Como a automação é muito abrangente você poderá se perder facilmente entre tantos recursos. Lembre-se: comece simples. Ninguém começa a correr sem antes ter engatinhado e depois aprendido a andar.

Procure identificar a jornada de compra da sua persona. Bom, para aqueles que ainda não conhecem o termo, podemos definir persona como sendo uma personagem quase que real com características detalhadas que representam o perfil do seu cliente. Para conhecer mais detalhes sobre persona e saber como criá-la leia o artigo Como Criar uma Persona. Algumas ótimas perguntas a fazer para identificar a jornada de compra da persona:

  1. O que um contato novo precisa saber?
  2. Em qual canal ele geralmente procura o que precisa?
  3. O que encoraja a conversão de contatos novos?
  4. O que seus clientes querem após a conversão?
  5. Como você se mantém em contato da melhor forma com seus clientes?

Usando essas questões para se nortear, criam-se ideias de automações pequenas que podem interagir depois, além de ajudar a observar e mensurar a comunicação enviada e os objetivos atingidos. Esta aproximação também permite que você encontre mais facilmente um diagnóstico para qualquer problema em potencial.

Um guia sobre como começar uma automação de marketing pode ser encontrado AQUI, para acrescentar o seu conhecimento sobre o assunto.

Criando uma automação bem sucedida

Para criar uma ótima automação:

  1. Primeiro, monte a sua estratégia. O objetivo da sua marca é visibilidade? Educação? Nutrição de clientes,? Tenha a certeza que está criando pontos de contato com o cliente que funcionem bem com o plano maior.
  2. Seja claro com seus objetivos. O que você está mensurando? Você quer que sua lista de contatos cresça? Quer pessoas abrindo e-mails? Clicando em links? Conversão de cupons? Tenha a certeza de conseguir capturar as informações necessárias que conversem com seu objetivo.
  3. Comunique-se de forma clara e concisa. Mensagens com call to action em excesso podem confundir seus contatos.

Lembre-se de que você não precisa fazer tudo em uma única automação. Não há jeito “certo” ou “melhor” para cria-las; você só precisa manter seus objetivos em mente.

Dicas para construir ótimas automações

Enquanto pode não haver um jeito “melhor” de criar uma automação, nós temos consciência de tendências importantes. Automações claras e concisas usam objetivos e a função “se/outro” de formas realmente poderosas.

Objetivos

Objetivos simplificam sua habilidade de determinar se uma comunicação teve sucesso com seus contatos. Eles podem terminar uma automação, ou começar uma nova.

Vamos dizer que você queria dar boas-vindas a novas pessoas inscritas na sua página com um download grátis de um guia prestativo. Tendo em vista o objetivo, você pode mandar e-mails até que os contatos alcancem o objetivo, clicando no link de download.

Uma vez que o contato atinja o objetivo (download), eles irão pular para o passo final do objetivo e acabar a automação, dispensando o resto do processo. Isso permite que você construa campanhas, mas pare de contatar aqueles que já tomaram a ação desejada; enquanto, é claro, os mantém em listas de leads para um determinado segmento.

Agora, se você deseja que contatos que já baixaram o guia comecem uma automação diferente e nova, você pode dirigi-los ao fim da primeira automação, onde eles automaticamente começarão o processo da próxima existente.

Não se preocupe em saber onde você quer direcionar todos ao mesmo tempo. Você pode sempre começar uma automação tendo em vista apenas um objetivo.

Objetivos são uma ferramenta poderosa na plataforma, permitindo que direcione bem seus contatos nas suas automações. Considere usar objetivos para seus contatos, simplificando o processo!

Se/Outro

Declarações de se/outro ajudam a segmentar seus contatos em automações baseadas em ações que eles tomam. Elas têm um papel essencial em determinar em que parte da jornada de compra eles se encontram. Declarações de “se/outro” ajudam a construir estradas em direções diferentes, mandando pessoas para caminhos específicos.

Por exemplo, um contato completa um formulário e entra em uma automação. Se abrirem o e-mail, é enviado a eles um desconto três dias depois. Se não, é enviado outro e-mail para confirmar o interesse deles em receber comunicações vindas da empresa, para que você possa tentar outra vez; talvez com informação adicional em relação aos produtos.

Use “se/outro” para criar automações que estejam alinhadas com as ações dos seus contatos, os direcionando a caminhos personalizados e os influenciando com mais eficiência durante jornada de compra.

Isso também pode ajudar a filtrar pessoas em conjunto com objetivos. Você pode mandar seus contatos por caminhos específicos, mas tirá-los do caminho se completarem um objetivo. Por exemplo, se quiser continuar o contato com ele até a conversão, você pode construir campanhas de nutrição com base na estratégia de “se/outro”.

Então, incluir um objetivo que encerra a automação para quem ganha a etiqueta de Cliente. O exemplo de automação a seguir pode parecer complexo, mas é relativamente simples. Vamos ver como funciona:

Um contato entra na automação completando um formulário, e um e-mail de boas-vindas é enviado a ele. Se ele o abrir, começa em um caminho onde um desconto é oferecido. Se não converterem, perdem alguns pontos na conta de contato. Se abrirem todos os e-mails, eles ganham a etiqueta de prospect quente.

No outro caminho, não abriram o e-mail inicial, então eles receberão outro, possivelmente semelhante. Se o abrirem dessa vez, irão para outra ação, e seguirão o caminho que todos que abriram o primeiro e-mail tomaram. Se não for o caso, a automação é finalizada.

Se em qualquer ponto, um contato se tornar um cliente, nós não desejaremos continuar a mandar comunicação vinda desta automação. Um objetivo para Conversão de Novo Cliente irá terminar a automação para qualquer contato que ganhe a etiqueta de Cliente.

Essa automação utiliza as condições de “Se/Outro” para criar caminhos diferentes na jornada do seu contato, baseados nas ações dos mesmos, e tendo um objetivo que irá acabar com a jornada quando não for mais relevante.

Automações simples e flexíveis

Podemos ajudá-lo a criar automações flexíveis, baseadas nas condições do seu negócio, métricas desejadas, e nos objetivos da sua empresa. Construir automações práticas e de fácil entendimento é algo essencial e um diferencial para empresas de qualquer porte.

Trabalhe com profissionais especializados em automação de Marketing!

Artigo baseado no site ActiveCampaign. Artigo original: “Simplifying Automations”