A importância do CRM para o seu negócio

A importância do CRM para o seu negócio

Fundamental para a gestão do processo comercial, o CRM é a solução para atingir de forma eficiente um número maior de clientes.

O CRM (Customer Relationship Management ou Gestão de Relacionamento com o Cliente) é o responsável por otimizar o contato com seu cliente. Ele trabalha a fim de que você possa o conhecer mais, guardar todas as informações importantes a respeito dele e te guiar na elaboração de estratégias e propostas que podem o levar a efetuar a compra ou contratação de serviço.

Entre as técnicas existentes, é possível usar o lead score (ranking de contatos qualificados) para identificar os contato que mais interagem com as suas ações. Quem ler os seus e-mails, quem acessa os links dos seus artigos, quem acessou as páginas de vendas, e etc.

Tendo em vista a satisfação e fidelização do cliente, o CRM contribui fortemente para a centralização e organização da sua base de contatos. Desta forma você terá, em um único local, todas as informações referentes aos relacionamentos de clientes e prospects. Você estará mais próximo de gerar vendas, a partir do tratamento dos dados obtidos. 

 

Mas onde o CRM se encaixa na minha realidade?

Uma das principais funções do CRM é gerir o relacionamento com o seu cliente e as informações disponíveis a respeito dele. Se você lida com um alto número de clientes diariamente, como cuidar, gerenciar e acompanhar todos os dados obtidos? Como traçar relatórios e metas? 

É em meio a este cenário que o CRM entra para cooperar!

 

Situação-problema

Durante todo o contato e transação entre o vendedor e o cliente, dados relevantes a respeito da vida e interesses do cliente são disponibilizados. Com um bom aproveitamento de tais dados, a possibilidade de ocasionar a compra e fidelização do cliente com a empresa são maiores.

Sob a ótica do artigo anterior, onde analisamos os problemas em utilizar o whatsapp para vendas, o maior obstáculo visto por esse método é a falta de armazenamento e controle dos dados relevantes sobre os clientes. Por não terem sido registrados, acaba impossibilitando um maior conhecimento a respeito de seu público, suas preferências e nível de interação e satisfação com a empresa. 

A falta de armazenamento e gerenciamento das informações a respeito de seus clientes influencia diretamente na maneira em que sua equipe de vendas age, no acompanhamento dos resultados e em definições de metas e estratégias. 

Todos os dados relevantes sobre seus consumidores não podem se perder, eles valem ouro! Para conseguir gerar informações a partir dos dados coletados é preciso que estes dados sejam fidedignos, que estejam acessíveis e que seja possível analisá-los sem maiores dificuldades.

 

O que o CRM faz?

O CRM agrupa todos os dados pessoais sobre seus potenciais e atuais clientes, como nome, endereço, profissão, interesses, preferências, entre outros dados. Todas as informações são dispostas de forma organizada possibilitando um acompanhamento e consulta sempre que for necessário, de qualquer lugar e em qualquer dispositivo.

Mensurações e definições de estratégias de marketing são mais fáceis de serem realizadas com a utilização de um CRM. Através de filtros, por exemplo, os vendedores de sua equipe podem saber o perfil do cliente e assim direcionar propostas e até mesmo nutri-lo de conteúdos importantes que o interesse e gere bons conceitos a respeito da empresa. 

A dificuldade em gerenciar o relacionamento com o cliente interfere em muito nos resultados de um negócio. Os dados e observações sobre os clientes coletados permitem segmentar as ações, aumentando as chances de rendimentos.

Com a sua base de clientes registrada, atualizada, e informações específicas, o CRM consegue ajudar a equipe a conhecer e entender a necessidade do cliente.

 

Tipos de CRM 

Sendo um software, o CRM se difere em seus tipos com objetivos diferentes e funcionalidades. Alguns só gerenciam os nomes de clientes atuais e em potencial, e-mails, telefones; e ainda outros registram chamadas telefônicas, encaminham e acompanham e-mails enviados, mostram o andamento de transações e disponibiliza o nível de interação do cliente com a empresa.

  • Salelsforce: popular no mercado, ele possui configuração inicial rápida e versatilidade, para ser alterado à medida que seu negócio cresce. Ele proporciona previsão de vendas, controle de relatórios e contatos e colaboração.
  • Hubspot: funcional até para negócios pequenos, tem o CRM  gratuito e possibilita criar usuários ilimitados e registra até 1 milhão de inscrições.
  • RD Station: O seu módulo de CRM é gratuito e sem limites de contato e usuários. Entre as ações disponíveis estão a criação do funil de vendas, lembretes de atividades importantes e alertas de interação. Entre os exemplos citados é a única com DNA brasileiro.
  • Sharspring: auxilia no gerenciamento e nutrição de leads gerando um melhor aproveitamento das oportunidades.

 

Observação Importante: Muitas plataformas oferecem o CRM gratuito como porta de entrada para os outros módulos oferecidos. Você sentirá a necessidade de adotar outras funcionalidades como disparos de e-mails, criação de fluxos automáticos etc. É neste momento que a conta chega e o fornecedor monetiza o seu produto.

 

Na prática, o CRM:

  • Consolida dados do relacionamento com o cliente, possibilitando a geração de informações estratégicas;
  • possibilita uma visão geral do andamento dos processos comerciais na empresa, assim o gestor e a equipe conseguem mensurar a eficiência das vendas, traçar objetivos e estratégias para alavancar as vendas e aprimorar técnicas e procedimentos;
  • evita a perda de dados e informações pertinentes e a equipe de vendas não perde tempo procurando informações importantes;
  • acompanha e aproxima o cliente, pois melhora a relação entre a empresa e os consumidores;
  • permite a segmentação da sua base de contatos.

Conclusão

Com todas as informações sobre seus clientes consolidadas em um só lugar, fica mais fácil de fidelizar quem já é seu cliente e atingir quem pode vir a ser. A segmentação possibilitada pelo CRM contribui na criação de estratégias de marketing e também no contato personalizado com o cliente, assim você não oferecerá sementes de maça para um plantador de pêras.

Esse sistema faz total diferença na rotina da empresa e principalmente para o gestor, pois ele poderá acompanhar com frequência o andamento do time de vendas, o que influenciará nos resultados e lucros.

Sem uma estratégia bem definida a plataforma não funciona, por isso é importante saber bem aonde quer se chegar para poder implantar esse sistema que é capaz de impulsionar seu negócio. 

Cuidado ao Utilizar o Whatsapp para Vendas!

Cuidado ao Utilizar o Whatsapp para Vendas!

Veja vantagens e desvantagens ao utilizar o whatsapp para vendas!

O WhatsApp Messenger é um aplicativo que ganhou espaço não só no cotidiano das pessoas, mas como também ganhou lugar no relacionamento entre as empresas e seus clientes, se tornando um mediador que facilita a comunicação. Porém, essa plataforma que à primeira vista é facilitadora, pode acabar sendo um problema quando o assunto é gerenciar e consolidar relacionamento com os potenciais e atuais clientes.

 

Por que o WhatsApp é uma vantagem?

Hoje em dia, diversos serviços estão disponíveis para serem adquiridos ou contratados pelo WhatsApp. Desde um simples pedido de lanche à uma marcação de consulta médica ou exame podem ser feitas pelo aplicativo de mensagens. 

Por ser acessível e prático, o WhatsApp é um bom meio pela qual um time de vendas pode estar sempre à disposição de seus clientes. Orçamentos, dúvidas e até mesmo acertos finais para compra de um produto ou fechamento de contrato podem ser feitos pelo aplicativo.

A equipe de vendas, provida desse serviço, consegue tratar o cliente de forma individualizada e com toda a atenção necessária que o momento exige. Se mantendo online e respondendo rapidamente às perguntas, o cliente terá maior interesse no serviço oferecido pela empresa.

Devido a sua praticidade, o aplicativo de mensagens é o meio que os clientes preferem para contactar o negócio e desenvolver a compra ou contratação de serviço. A linguagem mais próxima do cotidiano que o WhatsApp proporciona, estreita ainda mais a relação entre o cliente e a empresa.

 

Onde está o problema?

Imagine uma equipe composta por 15 vendedores, onde cada um possui um smartphone pelo qual realiza os atendimentos aos clientes via WhatsApp. Diariamente, cada vendedor possui um alto número de fluxo de mensagens, e dentro dessas mensagens há clientes que gostaram do serviço e irão contratar, outros que se interessaram mas ainda estão incertos quanto a contratação, outros que estão nos acertos finais e se comunicando para tirar as últimas dúvidas, e ainda alguns que não irão contratar o serviço, e muitas das vezes os nomes dos clientes não estão salvos. 

A pergunta é: como gerenciar todas as informações dos clientes? Onde guardar e consolidar todos os dados para haver uma consulta e até criação de estratégias? De que maneira o gestor terá acesso aos dados da equipe?

 

Necessidade do gerenciamento

Todas as informações possíveis sobre clientes finais e em potencial precisam ser agrupadas em um lugar onde sempre que for necessário possam ser acessadas para consultas, pesquisas, mensurações e definições de estratégias de marketing.

É em meio a esse grande número e alto fluxo de clientes que o CRM (Customer Relationship Management ou Gestão de Relacionamento com o Cliente) entra para ajudar e criar um ambiente onde todas as informações a respeito dos clientes estejam agrupadas, organizadas e dispostas de uma maneira acessível, pois possibilita acesso aos dados de qualquer lugar e em qualquer dispositivo .

Além de ser uma ferramenta de gestão, o CRM auxilia de forma eficaz nas vendas. Com a sua base de clientes registrada, atualizada, e informações específicas, como o endereço, o CRM consegue ajudar a equipe a conhecer e entender a necessidade do cliente. 

Tendo registrado, por exemplo, a data de nascimento do comprador, é possível e interessante o envio de mensagem ou e-mail com felicitações, o que gerará no cliente um senso de cuidado e apreço pela empresa. Ou se um cliente afirmou que retornaria o contato em uma semana, como saber quem é esse cliente e os serviços por ele requeridos sem fazer um registro?

 

Como funciona o CRM?

Resumidamente, no CRM a empresa cadastra seus clientes, de forma manual ou exportando de uma lista criada em um arquivo, e registrando informações particulares do cliente segundo anotações. O sistema estrutura os dados e os expõe, ajudando a acompanhar o comportamento do cliente. 

O CRM influencia nas estratégias de marketing, vendas e diversos setores da empresa, já que a relação com o cliente norteia o andamento de tudo.

 

Considerações importantes

 

  • Relacionamento

A empresa não pode concentrar seus esforços em apenas vender, mas também em manter um relacionamento com o cliente e também se manter sempre disponível ao comprador em potencial. O cuidado no pré, durante e pós venda é essencial, pois produz satisfação, boa recordação no imaginário e muita das vezes a fidelização do cliente. O CRM melhora a relação entre a empresa e os consumidores.

 

  • Gerenciamento de dados

Com todas as informações e dados reunidos em um só lugar e dispostas de maneira acessível e rápida, fica mais fácil identificar e conhecer um pouco mais sobre quem são seus clientes, seus perfis, preferências, onde mora, quantas vezes efetuou compra com a empresa, se a compra foi satisfatória ou não, e outros pontos importantes quando o assunto é captar e fidelizar clientes. A equipe de vendas não pode perder tempo procurando informações importantes.

 

  • Vendas

O CRM também é considerado uma máquina de vendas, pois ele facilita o dia a dia, identifica tarefas pendentes e auxilia principalmente em vendas maiores, que duram semanas ou meses. Com ele “tomando conta” de todos os seus clientes, o gestor e a equipe consegue mensurar a eficiência das vendas, traçar objetivos e estratégias para alavancar as vendas e aprimorar técnicas e procedimentos.

Conclusão

O trabalho conjunto entre o WhatsApp e o CRM é vital para que o seu time de vendas alcance um bom resultado. Porém, ele só é possível se houver um condicionamento no preenchimento de dados no sistema. À medida que o vendedor conhece mais o cliente e consegue informações relevantes, é preciso o registro de todos esses dados para um acompanhamento e futuras consultas. 

O CRM agiliza a organização e reunião desses dados e otimiza o tempo, que anteriormente seria gasto em agregar e ainda organizar as informações, sem levar em conta o tempo que também seria gasto na hora de acessar os dados. Com isso, o gestor e a equipe conseguem alinhar as ações de forma mais eficiente e há um aumento na produtividade e captação e permanência dos clientes.

 

8 Mitos Sobre Automação de Marketing

8 Mitos Sobre Automação de Marketing

Todo negócio eventualmente percebe que muito do seu marketing pode ser automatizado. Já passaram os dias de precisar colar post it na mesa ou na tela do notebook para lembrar de fazer o follow-up sobre uma negociação. Ou até mesmo de enviar e-mail individualmente a cada contato que solicita mais informações sobre o seu serviço. Se você ainda lida com tarefas repetitivas com grande frequência, este e-mail pode te ajudar a mudar esta realidade.

Tenho dúvidas sobre investir em Automação de Marketing

A automação de marketing é uma decisão óbvia para grandes empresas, que podem ter centenas ou milhares de clientes que interagem diariamente. Já para negócios pequenos, ainda há muitas dúvidas sobre investir ou não em automação de marketing.

Será que eu tenho orçamento para isso? A automação se enquadra para o meu negócio? É importante entender o que é verdade e o que não é quando o assunto é automação de marketing, para saber o que esperar desta estratégia.

Então, aqui estão oito mitos sobre automação de marketing, e a verdade por trás deles:

1. Automação de Marketing serve apenas mandar mensagens automaticamente

Dependendo do software de automação de marketing contratado, ele pode mandar mensagens para clientes e clientes em potencial, por e-mail, pela web, por mídias sociais, e por mensagens de celular.

Mas o conceito engloba muito mais do que mandar mensagens automatizadas para que você não esqueça de fazê-lo. É sobre maximizar sua eficiência, para que você não precise escrever e enviar a mesma mensagem (ou semelhantes) para clientes individuais todos os dias. É também sobre achar o público-alvo e identificar que visitantes seu site ou loja realmente precisa, para direcionar as mensagens a eles.

Além do mais, a automação permite que você estude os dados por trás das suas ações, te dando bases para decidir se você precisa mexer no seu fluxo de trabalho para capturar melhor o interesse e, no fim das contas, o dinheiro de clientes em potencial.

2. Automação de Marketing é mais fácil do que processos manuais

De muitas formas, automação de marketing é melhor, mas ela faz sua vida ficar mais fácil? Nem sempre.

Você não pode simplesmente fazer suas campanhas e esquecê-las, presumindo que elas guiarão as pessoas do começo ao fim do funil de vendas. Você precisa monitorar o que cada campanha realiza, usando os dados que você coleta para encontrar o público-alvo apropriado e atingir melhores resultados.

Automação de marketing remove a necessidade de ações rotineiras. Em vez disso, seus recursos são direcionados a criar fluxos de trabalho mais criativos e personalizados, além de melhorar sua técnica de persuasão.

3. Automação de Marketing é apenas e-mail

Como mencionado anteriormente, automação de marketing é utilizado através de uma série de canais, e não somente o e-mail.

Como o e-mail é uma ótima opção para começar o relacionamento com os potenciais clientes, você pode utilizá-lo para abrir mais opções para sua campanha de marketing, além de mais oportunidades para aquisição de leads. Continue a coletar informações sobre seus clientes – números de telefone, por exemplo – e ache formas criativas de se divulgar por eles, através da plataforma de marketing de sua escolha.

Não limite suas ambições a apenas e-mail marketing: tenha conversas com seus clientes em todo lugar que eles interagem com sua marca, especialmente em seu site, através de formulários de contato dentro de contextos específicos. E claro, explore redes sociais como Instagram e Facebook para relacionar-se com o seu público.

4. Automação de marketing é apenas para grandes empresas

Não importa o quão pequena é a sua empresa, provavelmente vale a pena investir em deixar processos automáticos tomarem conta de alguns dos seus processos manuais. Isto faz com que você possa se concentrar em atividades de nível mais alto.

Além disso, veja que tendo processos automáticos você provavelmente poderá contar com uma equipe mais enxuta, ou seja, você tende a não precisar investir em formar um time grande de vendas.

Outro ponto importante que demonstra quão acessível está se tonando automatizar os seus processos de marketing e vendas: Mais e mais fornecedores de softwares estão entrando no mercado, o que significa que até os menores negócios tem a probabilidade de conseguir um nível de serviço de acordo com seu orçamento. Construa seu fluxo de trabalho em uma escala pequena, e deixe seu processo crescer conforme a necessidade do seu negócio.

Se a automação fizer sentido agora (e couber no orçamento) ótimo, invista na automação. Caso contrário continue a construção do seu fluxo de trabalho de forma organizada. Tendo processos de trabalho bem organizados, você terá meio caminho andado para implementar a automação de marketing.

Você pode até começar com um período de teste em várias plataformas, de modo a ver que ofertas fazem mais sentido dentro da sua empresa.

5. Automação de Marketing parece robótico e impessoal

Seu material de marketing só vai parecer robótico e impessoal de acordo com a sua técnica de escrita. Você pode personalizar bastante seu material para fazê-lo parecer como se você estivesse conversando com o seu público.

Outra dica super importante: Agrupe pessoas em segmentos bem definidos. Assim você conseguirá aumentar a chance de entregar conteúdo de impacto, relacionado ao que elas já tinham respondido, para o maior número de pessoas possíveis.

Isso é, essencialmente, um ponto fundamental da automação de marketing: quando você usa o software corretamente, seu conteúdo e sua mensagem devem soar tudo, menos impessoal. Ou seja, utilizando as técnicas corretas você irá entregar conteúdo customizado, personalizado para um grande número de pessoas.

6. Marketing automatizado não irá substituir sistemas tradicionais

Talvez você sinta que suas táticas de marketing estão andando bem e então você não precisa fazer ajustes.

Se você quer competir com as maiores empresas da sua indústria, entretanto, você precisará usar algum tipo de software de marketing automatizado. A indústria de programas de marketing cresce 30% anualmente, e aqueles que não estão os utilizando planejam fazê-lo dentre os próximos 12 meses, de acordo com estatísticas coletadas pelo Emailmonday.

Tecnologia de marketing é claramente o futuro, se não o presente, da indústria. Portanto, automatizar os seus processos não é um ponto de interrogação. Isto será necessário para continuar competindo.

7. Marketing automatizado irá apenas aumentar o seu marketing

Seu investimento em automação de marketing na verdade será disseminado para outros aspectos do seu negócio.

Por exemplo, automação de marketing pode ajudá-lo a se tornar mais eficiente em relação a vendas. De acordo com o site MarketingSherpa, só 27% dos leads encontrados pelo time de vendas serão qualificados. Automação de marketing pode ajudá-lo não só a achar leads, mas a qualificá-los, pontuá-los, nutri-los, e continuar a geri-los durante o tempo de vida deles no seu funil.

Dessa forma, uma vez que o time de vendas tenha consciência deles, não desperdiçarão tempo falando com leads que não tem futuro na sua empresa.

8.Uma vez que a venda é fechada, o processo de automação de marketing acaba

O objetivo da geração de leads no marketing é transformar uma nova audiência em clientes. Porém, o processo de automação de marketing continua mesmo após a entrada de um novo cliente. Você deve trabalhar para que este cliente tenha uma boa experiência ao consumir o seu serviço. Como consequência desta boa experiência, se torna possível criar oportunidades para vender produtos melhores do que os procurados, para a venda de serviços relacionados, e para engajamento futuro de modo que a venda se repita.

Você deveria se sentir encorajado a criar fluxos de trabalho pós-vendas, que motivem as pessoas a continuarem conectadas a seu negócio e procurar vendas futuras, descontos, produtos e mais.

Automação de marketing cria uma nova era de marketing, onde o objetivo é menos a execução do básico, das atividades rotineiras e mais o pensamento criativo. Isso não faz das coisas mais fáceis, mas faz delas mais emocionantes. Hora de desmistificar os mitos e abraçar o desafio!

Artigo baseado no site Marketo, “8 Myths About Marketing Automation”

Veja como otimizar os processos de marketing e vendas com automação de marketing

Veja como otimizar os processos de marketing e vendas com automação de marketing

Amplamente difundido nas áreas de marketing e comercial, o processo de compra pelo funil de vendas pode ser utilizado para montar uma eficiente estratégia. Outro conceito que pode ser integrado a este processo é o de customer success, que direciona todas as ações ao sucesso do cliente. Neste artigo, vamos apresentar a você como otimizar os processos de marketing e vendas utilizando a ferramenta certa!

Observação Importante: Tanto o modelo do funil quanto a aplicação do customer success foram elucidados em nosso artigo anterior. Se você ainda não leu, vale a pena se atualizar e aprender Tudo o que você precisa saber sobre funil de vendas e customer success antes de continuar a leitura deste artigo.

Marketing e vendas na era digital

Considerando a transformação digital pela qual passaram as empresas e tendo em vista o cenário atual, não podemos falar de marketing e vendas sem falar do ambiente online.

É importante ainda não esquecer do conceito de customer success e considerar o comportamento do consumidor como um norte para a tomada de ações estratégicas. Pois a revolução digital também aconteceu no plano pessoal e familiar, e hoje faz parte do cotidiano dos consumidores.

Em uma das mais renomadas obras da área atualmente, o papa do marketing, Philip Kotler, descreve com Hermawan Kartajaya e Iwan Setiawan os impactos da nova era digital nas empresas. Marketing 4.0: do Tradicional ao Digital fala da importância de se investir em ferramentas e tecnologias digitais para ter eficácia em estratégias de marketing orientadas às vendas.

Uma das formas que os autores veem como determinantes no sucesso das ações é compreendendo o comportamento do consumidor para gerar conectividade. Significa entender sua jornada de compra e dar a ele em cada momento exatamente o que ele quer. Uma ferramenta bastante contundente para a aplicação desta prática é a automação de marketing.

Como otimizar o marketing e vendas com automação de marketing

Apesar da utilização de ferramentas ser uma forte característica da era digital, estratégias de marketing online devem ir além de tecnologias. Afinal, o consumidor continua sendo o mesmo, com desejos, necessidades, impulsos e racionalidades.

O que muda é o aparato técnico utilizado para chegar, considerar e fechar a sua compra. Portanto, deve-se ter grande atenção no comportamento do consumir online ao montar uma ação de automação.

Para nortear a automação, o funil de vendas deverá ser bem trabalhado para otimizar o relacionamento com o prospect em cada etapa.

Na mesma obra citada de Philip Kotler, é proposto um modelo de funil baseado na conectividade do usuário: os 5As. Nas etapas de Assimilação, Atração, Arguição, Ação e Apologia, o autor descreve a jornada de compra do consumidor contemporâneo.

Os 5As do Marketing 4.0 na automação de marketing

A automação é uma excelente ferramenta para aplicar os 5As do marketing digital. A seguir, elucidamos como o processo acontece com esta ferramenta.

  1. Assimilação

Neste momento, o potencial cliente (lead) toma consciência da existência da sua marca, entre várias outras. No ambiente digital, isto acontece, por exemplo, quando o cliente toma conhecimento do seu site, vê uma propaganda da sua marca, ou tem contato com outro canal online da empresa.

Seja pela busca de um serviço encontrado na marca ou de uma solução listada no seu blog, durante a Assimilação o seu potencial cliente irá notar a sua empresa como uma das alternativas.

Nunca é demais ressaltar a importância de conduzi-lo até a próxima etapa. Para isso, a solução da sua empresa deve despertar o interesse e a curiosidade do seu público.

  1. Atração

Nesta etapa a sua marca se destaca ao atrair a atenção do seu cliente, entre outras existentes e que foram inicialmente assimiladas por ele. Se a solução que sua empresa oferece foi interessante para seu potencial cliente, ele irá buscar mais informações. Afinal, o consumidor da era digital não se contenta em apenas achar uma solução.

Ele vai querer se certificar de que esta é a melhor opção. Para saciar a curiosidade do seu consumidor, você deve oferecer uma boa forma para ele tirar suas dúvidas. E é aí que a automação entra. A chamada para assinatura da sua lista de e-mails deve ser atrativa o suficiente para convencê-lo de que vale a pena deixar alguns dados de contato, em troca de um conteúdo exclusivo.

  1. Arguição

Durante a arguição o seu lead irá aprofundar a sua análise, com o objetivo de certificar-se de que a solução que você oferece é a melhor que ele poder ter. Um lead exigente lançará mão das mais variadas opções para saber se o seu produto ou serviço vale o investimento. Consultas a sites como o reclame-aqui, avaliações do Google e a boa e velha opinião dos amigos nas redes sociais, são itens a serem explorados.

Além disso, é comum o lead utilizar-se de formulários de contato, ou até mesmo enviando email direto para a empresa, para obter informações adicionais. Aproveite esta oportunidade! É hora de lhe dar argumentos suficientes para que ele prossiga o seu caminho na jornada do cliente.

A automação de marketing permite que você estreite o seu relacionamento com o futuro cliente. Ela possibilita que você o entregue mais informações sobre o assunto que ele precisa e quer saber, sem a necessidade de responder a todos os emails individualmente.

Entre as muitas possibilidades, você pode enviar automaticamente um review do produto de interesse dele, com avaliações e depoimentos de clientes. Você pode ainda enviar um informativo padronizado, com as informações para aqueles que desejam participar de um curso, por exemplo. Basta criar os padrões de informativo, estabelecer um fluxo para esta tarefa e tornar este fluxo automático com o auxílio de softwares de automação de marketing.

Desta forma, as arguições serão respondidas com celeridade e eficiência. Lembre-se: A concorrência é grande e você precisa fazê-lo ter certeza da próxima ação que irá tomar. Ter um processo ágil e eficiente poderá ser um diferencial positivo para a sua marca.

  1. Ação

É hora de efetivar a compra. O lead irá partir para ação decidindo pela aquisição do seu produto ou serviço. Neste momento o seu Lead passa a ser um Cliente! Com o uso de tags (etiquetas) você conseguirá fazer esta distinção em seu software de automação. Esta distinção será importante para continuar a oferecê-lo uma experiência de sucesso com a sua marca, só que agora como um consumidor, uma vez que no modelo proposto por Kotler, a jornada não acaba quando você converte o lead em um cliente.

Com o customer success norteando o relacionamento com o cliente, ainda é tempo de muni-lo com mais informações. Isso é necessário para chegar à próxima etapa desejada. Seu cliente terá que ter obtido uma ótima experiência de compra. E você pode ajudá-lo com um bom suporte. Entregue tutoriais, manuais e todas as informações de que ele precisa.

Assim, poderá desfrutar do melhor que seu produto ou serviço tem a oferecer. Com a automação, fica fácil fazer tudo isso de maneira prática. Além disso, garante a eficiência, pois comunica no momento certo que seu cliente precisa.

  1. Apologia

A apologia descreve a fidelização do seu cliente, que tem chances de ocorrer após uma excelente experiência de compra. Por isso, o seu relacionamento ainda não acabou. Sim, você já garantiu o sucesso do cliente em uma compra. Mas neste momento deve trabalhar para que ele continue sendo bem-sucedido com as soluções que sua empresa oferece. Desta forma, poderá alcançar a tão desejada fidelização.

Como a jornada de compra otimiza o investimento da empresa?

Uma vez que o cliente fidelizou, ele não terá mais que percorrer todo o processo de compra. A jornada irá retornar apenas para a etapa de número 4 (ação), sempre que seu cliente encontrar em sua empresa a sua solução. Isso significa que todo o investimento que você fez nele poderá se multiplicar em mais vendas e gerar ainda mais lucros.

Desta forma, a “apologia” é uma etapa vital para o sucesso do seu negócio. Pois o CAC (custo de aquisição do cliente) é muito mais alto do que o investimento para sua fidelização.

Entendeu por que a automação de marketing é peça fundamental para otimizar os processos de marketing e vendas?

Faça já o seu contato para tirar todas as suas dúvidas!

Como gerar mais lucro com automação de marketing

Como gerar mais lucro com automação de marketing

Descubra como automatizar processos de marketing para ter mais lucros.

Que é possível gerar mais lucro com automação de marketing para o seu negócio, é fácil deduzir. Afinal, ter processos de marketing bem estruturados funcionando constantemente já é um grande impulsionador do sucesso. Mas não é apenas desta forma que a automação contribui para o aumento de lucros de uma empresa.

Objetivamente, falaremos neste artigo sobre o aumento de receita e a diminuição de custos através da automação.

Como a automação de marketing diminui custos operacionais?

Há três pilares que a automação de marketing sustenta para diminuir os custos operacionais de processos. São eles: processos mais simples e automáticos; ter uma equipe enxuta; e tempo de fechamento mais rápido. Entenda como cada um funciona para sua empresa gerar lucro com automação de marketing.

Processos mais simples e automáticos

Para configurar a automação de marketing, é necessário que os processos estejam bem definidos e planejados. Como as ações serão automáticas, o seu software de automação precisa desempenhar de forma clara e simples o que você deseja alcançar. Desta forma, você ganha tempo com a automação e resultados mais claros com a simplificação dos processos.

Ter uma equipe enxuta

Primeiramente, é necessário dedicar tempo para o planejamento de uma estratégia marketing bem estruturada. Para mais chances de efetividade, esta ação deve ser realizada entre a empresa e uma agência.  Após este procedimento, você terá uma visão mais clara de quantas pessoas serão necessárias para a execução das atividades, contando com o suporte de processos automatizados.

Ou seja, isso não significa necessariamente que você precisará promover demissões em massas (a menos que a sua empresa esteja realmente mal dimensionada em relação a força de trabalho). Ter uma equipe enxuta significa contar com a quantidade necessária de funcionários para desenvolver as atividades de forma eficiente, contando com o suporte de processos automatizados.

Isso será possível pois, tendo processos automatizados, o volume de trabalhos manuais recorrentes diminui. O trabalho será de acompanhar e fazer pequenos ajustes no processo, apenas quando necessário. Desta forma, sua empresa irá otimizar o custo com pessoal.

Tempo de fechamento de negócios mais rápido

Com um processo simplificado, a implementação do lead scoring e envolvendo os profissionais certos, o tempo de fechamento tende a ser menor. Isso é possível porque a automação capta e filtra os leads por grau de interesse ou inclinação de compra. Assim, o time comercial não precisa perder tempo com quem possivelmente não irá fechar negócios ainda. Ou seja, você também pode simplificar e diminuir a quantidade de pessoas trabalhando nas vendas. Com a abordagem focada apenas em quem poderá de fato comprar de você, a eficiência aumenta em um time menor.

Vantagens da automação de marketing

Com todos os caminhos encurtados para as vendas e menos custo operacional, maiores as chances de aumentar o lucro com automação de marketing. A seguir, conheça algumas vantagens da automação à frente de processos manuais.

  • Aumento da produtividade do time de vendas – Os contatos são mais efetivos, pois a automação entrega os melhores leads no momento para a equipe fechar o negócio.
  • Processo de vendas mais ágil – A automação faz o trabalho de forma escalonada. Assim, consegue atender a um número maior de clientes potenciais ao mesmo tempo, aumentando a entrada de leads no funil.
  • Menos esforços e muito mais resultados – Primeiro, sua empresa investe no planejamento e na configuração da automação de marketing. Depois, os resultados virão sem a necessidade de muitos esforços.
  • Maior retorno sobre o investimento (ROI) – Com o investimento em processos automáticos de marketing, é possível otimizar os seus investimentos. De forma objetiva, com a automação pretende-se obter mais vendas, com menores custos operacionais e investimento em marketing. Consequentemente, gerando maior retorno sobre o investimento.
  • Maior oportunidade de participação no mercado – Ações de automação de marketing permitem que a sua empresa tenha um ganho de escala. Desta forma, ela estará se preparando para conquistar uma maior fatia de mercado.

Adicionalmente podemos mencionar que uma das formas de contribuição da automação para aumentar o lucro é integrando ações de marketing com o time comercial. Pois a automação coloca em funcionamento estratégias de marketing que visam a captação de leads. A partir disso, o time de vendas pode seguir com o contato comercial e fechar negócios.

Entenda como a automação faz a integração entre marketing e vendas!

Opções de automação de marketing?

Depois da explanação sobre geração de mais lucro com automação de marketing, você deve estar interessado no processo. Afinal, ele prova que é possível evoluir sua empresa com a automação. Existe inúmeros processos de automação de marketing que podem ser aplicados. Veja abaixo alguns exemplos.

Automação de E-mail marketing

A empresa norte-americana de pesquisas Marketing Sherpa realizou um estudo sobre a efetividade e o potencial do e-mail marketing. Entre os resultados, um dos dados mais relevantes está na preferência dos internautas em conhecer informações. Mais de 70% dos participantes declararam preferir receber ofertas promocionais por e-mail, ao invés de pelas redes sociais.

Tal resultado só demonstra que este é um excelente veículo para se investir. E a boa notícia, é que há muitas formas já institucionalizadas de realizar automação de marketing por e-mail. Campanhas sazonais ou promocionais, envios periódicos de newsletter e até um funil de vendas gerado por gestão de conteúdo enviado. Estas são algumas das muitas possibilidades de automação de e-mails.

Automação de Redes Sociais

Com a alta atividade nas redes sociais, pode ficar complicado gerenciar conteúdo e responder mensagens constantemente. Por isso, geralmente é designado um único profissional para fazer este acompanhamento, o social media. Entretanto, nem sempre é possível dispor de uma verba exclusivamente para este fim. É aí que a automação entra e contribui grandemente.

Para uma atividade e presença constante nas mídias sociais, sua empresa pode adotar o agendamento de publicações e as respostas automáticas de mensagens via chatbot. Há ainda outras formas de interação, que devem ser definidas a partir do objetivo de marketing.

Automação de conteúdo

O marketing de conteúdo também pode se beneficiar de algumas formas de automação. A gestão de conteúdo de uma empresa deve ser focada na atualização de material relevante para seu público. E existem algumas ferramentas que podem ajudar a simplificar processos.

Uma destas formas é utilizando um gerenciador de conteúdo e revisão antes de publicar. Também podem ser realizados agendamentos de posts em blogs e sites a fim de manter a regularidade das publicações. Esses processos contribuem para um marketing contínuo que gera resultados recorrentes. É possível ainda ter muito mais visitantes no seu site com a utilização de técnicas de Search Engine Optimization (SEO).

Mais vendas e menos custos

Este é o resultado de uma automação de marketing bem-sucedida! Com o investimento em automação de marketing, você diminui esforços e tem menos custos para gerar muito mais vendas. Consequentemente, terá mais lucros com a economia de pessoal e agilidade no fechamento de negócios.

Vamos começar a automatizar o marketing da sua empresa? Contate a agência Guia-se mais próxima de você! Temos unidades espalhadas em todo o país!

Encontrar a Guia-se perto da minha empresa

Como Utilizar Vídeo em E-mail Marketing

Como Utilizar Vídeo em E-mail Marketing

Pessoas amam vídeos, e vídeos podem aumentar o engajamento da sua audiência. Então faça o seguinte teste: Experimente inserir um vídeo em sua próxima campanha de e-mail marketing.

Milhões de pessoas ao redor do mundo passam um tempo precioso assistindo vídeos no Youtube, todos os dias. Não seria maravilhoso se seus e-mails tivessem esse tipo de engajamento? Bom, eles podem ter. Simplesmente adicionando um vídeo na sua estratégia de e-mail marketing, você pode fazer experiências que entretém seus inscritos, leads e prospects, em vez de fazer mensagens que muitas vezes são entediantes. Há provas? Sim! O MarTech Advisor diz que adicionar vídeos a seus e-mails aumenta o percentual de cliques em 300%.

Mesmo assim, esteja avisado: Se quiser usar vídeos no seu e-mail marketing, há um jeito certo (versus um jeito errado) de fazê-lo. Se seguir as melhores práticas, descritas abaixo, para usar vídeos em suas campanhas de automação de e-mails, você verá um melhor engajamento, o que pode gerar mais tráfego para o seu website, além de mais conversões e vendas.

Veja as dicas de como usar vídeo no e-mail marketing:

Adicione a palavra “vídeo” ao seu assunto do e-mail.

Imagine passar tempo criando um vídeo sensacional para sua campanha de e-mail marketing, apenas para descobrir que seus e-mails sequer estão sendo abertos. Que desperdício de esforço! Se você quer que seus inscritos, leads e prospects assistam os vídeos dos seus e-mails, primeiro você precisa deixá-los saber que estão lá, adicionando a palavra “vídeo” ao assunto do e-mail.

Um ótimo assunto de e-mail irá captar a atenção de quem você procura atingir, e irá encorajá-los a ver sua mensagem. Quando esses usuários virem o “vídeo” no assunto, eles saberão que terão algo completamente especial vindo de você. De fato, de acordo com o MediaPost, quando marqueteiros usaram a palavra “vídeo” no assunto de um e-mail, a taxa de abertura subiu de 7% para 13%.

Insira o vídeo no seu e-mail

Assistir o vídeo não deve ser difícil para quem lê seus e-mails. Então, em vez de fazer os usuários clicarem em um link que os leva a uma Landing Page para vê-lo (o que é um passo extra), insira o vídeo diretamente no corpo do e-mail. Isso poupará um clique extra das pessoas interessadas e irá melhorar a experiência do usuário; um clique que pode fazê-los desistir, por um número imenso de razões, indo de achar que é muito trabalho a suspeitar de spam. Aumentar o número de visualizações no seu vídeo também aumentará as chances de que as pessoas atingidas se convertam, alavancando seu número de vendas.

Muitos serviços de automação e e-mail marketing facilitam essa inserção de vídeos diretamente no corpo do e-mail. Alguns podem até pegar a thumbnail do próprio Youtube ou Vimeo, assim como botar um botão de “Play” – até customizado – por cima. Isso é importante, já que sem esse ícone, as pessoas podem confundir o vídeo com uma imagem.

E falando em thumbnails, vamos seguir em frente para a próxima dica.

Use uma thumbnail que chame a atenção

A thumbnail é a imagem que irá aparecer enquanto ainda não clicaram no botão de play; é a imagem que aparece também quando não clicaram no vídeo em meio a uma lista de muitos, como no Youtube. Ela tem como função nata chamar atenção de uma forma que o título não consegue chamar sozinho, e pode ser composta por um frame do vídeo ou uma imagem inserida (o que é mais comum).

Mesmo se seu vídeo está diretamente inserido no corpo do e-mail, se parecer entediante, as pessoas não clicarão para assistir. Por isso é importante usar uma thumbnail expressiva, que chame atenção de imediato e os faça querer ouvir mais sobre seus serviços; coisa que, se houve uma segmentação através da automação de marketing, eles tem grande chance de apresentar algum tipo de interesse. A thumbnail é a primeira coisa que verão, e é o que irá encorajá-los a apertar aquele botão de “Play”. Inclua uma imagem interessante e texto grande, que chame a atenção das pessoas.

Conclusão

E-mail marketing é uma parte essencial da automação de marketing. Ainda que a taxa de abertura não seja tão alta quanto antigamente, não se deve subestimar o impacto de uma campanha de e-mails bem executada. Pessoas continuam conferindo suas caixas de entrada constantemente, o que torna este um meio extremamente válido e eficiente para atingi-las.

Artigo Relacionado: Diferença entre Automação de Marketing e E-mail Marketing.

Ou seja, quanto mais conseguir chamar a atenção do seu público alvo por esse meio, maior a chance de abrirem seus e-mails, de se converterem, e da sua marca se tornar de confiança para eles, fidelizando o cliente. As marcas mais interessantes mantêm uma nutrição com quem veem que abrem seus e-mails e realizam compras, os mantendo interessados nos conteúdos que produzem e vendem.

Use vídeos! Seja criativo com o conteúdo! Assim, você terá uma chance muito maior de atingir suas metas.

Artigo baseado no site Entrepreneur, “How to Use Video in Your Email Marketing”.